17 de abril de 2011

A fantástica democracia fernandista



As notas acima foram publicadas neste domingo na coluna da Renata Lo Prete, na Folha.

O príncipe surtou de vez. Depois de ser ridicularizado até entre seus pares por uma visão partidária absurdamente classista, o ex-presidente, em vez de dar uma resposta geral a todos os que criticaram o teor de seu artigo, dá uma resposta ad hominem, inflada de inveja, aquele que é o novo sucesso do circuito internacional de palestras.

Não comento os pitis de inveja, visto que estes são, a meu ver, autodesmoralizantes. Ressalto, porém, algumas pérolas do pensamento fernadista acerca do que seja uma democracia, as quais ilustram bem a esquizofrenia a que chegaram setores da oposição, ao trocarem a ciência política clássica, e o pensamento lógico, por uma visão sectária, tacanha, medíocre, submissa aos preconceitos mais vulgares da imprensa conservadora:

Sou contra o que ele fez com o povo: cooptar movimentos sociais; enganar os mais carentes e menos informados trocando votos por benefícios de governo; transformar direitos do cidadão em moeda clientelista. Quero que o PSDB, sem esquecer nem excluir ninguém, se aproxime das pessoas que não caíram na rede do neoclientelismo petista.

Cooptar movimentos sociais? Claro, ao dar-lhes voz, ao lhes respeitar, ao ouvi-los e recebê-los no Palácio do Planalto, Lula estimulou os movimentos sociais a encaminharem suas propostas por vias democráticas, pacíficas, institucionais. Já FHC preferiu criminalizar os movimentos sociais, levando-os a se radicalizarem.

Enganar os mais carentes trocando votos por benefícios do governo? Aí FHC, como se dizia antigamente, peidou na farofa. Se um eleitor da classe média votar no PSDB por querer pagar menos imposto, não estará da mesma forma trocando seu voto por um benefício do governo? O pobre agora tem que votar pensando em quê? Nas Olimpíadas? No Conselho de Segurança da ONU? Nos direitos humanos do Irã? Nas xaropadas pseudo-libertárias dos estrupícios do Instituto Millenium? Bem, poderiam votar pensando simplesmente num país melhor... mas não seremos um país melhor se os pobres tiverem mais benefícios, de maneira que ganhem fôlego para lutarem contra a pobreza?

FHC, e a direita brasileira, desenvolveram um ideário tão absolutamente antipobre que se tornou uma muralha de estupidez e insensibilidade que os impedem de compreender, ou sequer imaginar, as terríveis difículdades em que vive a maior parte da população brasileira. O pobre, mesmo o remediado, que tem emprego, está sempre a beira de uma tragédia, pois sua vida só dá certo na medida em que não acontece nenhum acidente. Uma doença, uma dívida, um deslize, uma crise de depressão, um filho com problemas com drogas, um acidente climático, qualquer coisa pode botar tudo a perder. Todas suas modestas conquistas podem se esvair ao menor soluço negativo da fortuna. Esta é a classe média que FHC pretende tratar como se lidasse com parentes empobrecidos dos Matarazzo.

Denegrir o pobre que vota em prol de sua classe é mais do que estupidez, é um tipo de fascismo que, na boca de um sociólogo, apenas se explica como doença provocada pela leitura sistemática e acrítica de editoriais de jornal.

17 comentarios

Marcio Tavares disse...

Miguelito, você pegou na veia. E fez uma hemorragia no FHC que espalhou merda pra tudo quanto foi lado. Muito bom!
PS: ler jornal pra quê?

Vania disse...

Prezado Miguel
Acho que o FHC sentiu o peso de suas afirmações desastradas, pela primeira vez. A fala de Lula, com a qual concordo em gênero, número e grau, foi apenas o desenlace ridicularizante de uma proposta totalmente desarticulada e descabida, arrogante e pretensiosa. Mas, que doeu ver-se assim tão ridicularizado, ah, isso doeu!
Um abraço.

Joel Bueno disse...

Belo post, Miguel.

Só temo que, tuitado pelo Miro Borges, vc assuma de vez o modelito de encontro paulista... e agora, também carioca... rs

Brincadeirinha... rs rs

ALEX disse...

DO GOVERNADOR AÉCIO: PÔ, PASSE O CARRO PARA QUEM TEM CONDIÇÕES DE DIRIGIR!

Veja ele aconselhando no video, abaixo ...

http://www.youtube.com/watch?v=kAL0pr2I99Q&feature=player_embedded#at=12

Aécio Neves (PSDBH/MG) e o bafômetro, ontem e hoje:

Hoje: o senador Aécio Neves (PSDB/MG) recusou-se a fazer o teste do bafômetro em uma blitz da lei seca na madrugada do Rio de Janeiro.

Ontem: Quando ele era governador defendeu o bafômetro como uma forma de "educar com um pouco mais de vigor".

MA_Jorge disse...

Parabéns pela análise. Espelha muito bem a quantas vão as imbecilidades e desvarios do Lamparina de Alexandria, agora que deixou de usar cérebro e passou a usar intestinos em seus artigos.

O resultado não poderia ser outro, pior é que fede cada vez mais.

alex disse...

MUITO ESTRANHO!

Burburinho: será que a carteira do Aécio estava vencida ?

O Blog Conversa Afiada reproduz e-mail que recebeu do reparador de iniquidades, Stanley Burburinho:

Pelo que entendi e a maioria no twitter é que a CNH do Aécio não está vencida. Parece para mim e para outros no twitter que alguém mentiu sobre a validade da CNH. Veja abaixo a consulta que fiz sobre emissão de segunda via solicitada por ele:


1 – Fiz consulta no site do Detran de MG sobre emissão de segunda via da CNH e recebi as informações abaixo:


“Condutores – Consulta Solicitação de Segunda Via da CNH/Permissão
Nome: AECIO NEVES DA CUNHA
CPF: 667.289.837-91 Nascimento: 10/03/1960
Renach: 007315220-30 PGU: 23624685-2
Mãe: INES MARIA TOLENTINO NEVES DA CUNHA
Cidade/UF: BELO HORIZONTE /MG CEP: 30180-150
________________________________________

Solicitação(ões):
Data: 09/02/2009 – Hora: 16:43
Número Dae: – / Reemissão DAE
Pagamento: Auto Atendimento Situação: CNH/PID MANUAL
________________________________________

Data: 28/05/2010 – Hora: 17:38
Número Dae: 25-102965124/65 Reemissão DAE
Pagamento: Utilizado Situação: CNH/PID MANUAL”

https://wwws.detrannet.mg.gov.br/detran/consServicos.asp


2 – Estou enganado ou a segunda via foi emitida em 28/05/2010 e, portanto, a carteira do Aécio não estava vencida ontem durante a blitz? Se não estava vencida então alguém mentiu

dbacellar disse...

Apenas para continuar 'off topic': segunda via de CNH não implica em novo exame médico. O que vence é o exame médico, não o documento propriamente dito.

Anônimo disse...

...mas foi o psdb que implantou esses benefícios para os pobres, e Lula só deu continuidade, como pode chamar de clientelismo? é isso que eles dizem. E agora chama de clientelismo. O que eu entendi é que o 'clientelismo' tem que ser feito para poucos. O Estado tem que ajudar pouco os pobres, não pode ampliar da forma que o Lula fez, para milhões e fortalecer o mercado interno.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Acho que os dois ex-presidentes tornaram-se pessoas extremamente vaidosas, mas hei de reconhecer que ambos promoveram benefícios para o país.

Sobre FHC, apesar de todo o seu elitismo, o cara foi um democrata. Ele deu voz aos movimentos sociais e seu governo permitiu que houvesse mais participação. Pelo menos uma participção mais consultiva digamos assim, visto que muitas das decisões foram tomadas em benefício das classes dominantes.

De qualquer modo, não podemos nos iludir achando que, com Lula, o socialismo foi implantado no país. Pois o que vimos nos seus 8 anos de governo ainda foi a predominância ods interesses das elites e nbão vi tantos avanços em relação à democracia. O Brasil desenvolveu-se economicamente, mas continuou com suas desigualdades e assistimos a um tremendo descaso contra o meio ambiente.

ALEX disse...

OUTRA VÍTIMA DO JORNALISMO "PROBO" DA FOLHA

DROGAS: "Não adianta enfiar a cabeça no buraco e fazer de conta que elas nunca poderão afetar nossos filhos. Se quisermos mudar o rumo das coisas, temos que começar a discutir essa questão às claras, sem hipocrisia nem preconceito", ressalta o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), líder da bancada na Câmara Federal e pai de seis filhos.

Nesse último domingo, 17 de abril, a Folha de S. Paulo, resolveu praticar seu jornalismo "probo e investigativo". A vítima da vez: o deputado Paulo Teixeira. Curiosamente, na capa, o jornal ressalta: Procurado não deu resposta. Depois no caderno interno, capricha: A Folha fez vários pedidos de entrevista ao deputado desde 16 de março, mas sua assessoria não deu resposta.

“Depois de ver a chamada da matéria na capa e a mobilização dos editores para comentá-la, percebi que a Folha não queria me encontrar, não queria realmente saber a minha opinião. Ela já tinha a matéria pronta, toda editada", diz Teixeira

Leia entrevista isenta e séria que o Blog Viomundo fez com o deputado:

http://www.viomundo.com.br/denuncias/paulo-teixeira-a-folha-nao-queria-me-encontrar-a-materia-ja-estava-pronta-toda-editada.html

kalango Bakunin disse...

a inveja é uma merda
e mata o invejoso
príncipe
de merda

DoLaDoDeLá disse...

Acho que agora está correto, hehehe.
Abraço,
Marco Aurélio

teresabarbosa disse...

O diabo também é príncipe...das trevas

Anônimo disse...

O videota está com medo da concorrência...

Lula deu um banho nele como governante, e agora o está secando nas conferências. Além de mais cotado, as mensagens de Lula vale mai$ que as o arremedo de ex-aluno da Sorbone. Malaise...

Anônimo disse...

Lula deu um banho nele como governante e agora o está secando nas conferências. Além de ser Lula mais cotado, as mensagens de Lula valem mai$ que as do arremedo de ex-aluno da Sorbonne. Malaise...

Junior disse...

A relação do PSDB com o Bolsa Família e outros benefícios do governo federal beira a esquizofrenia. O próprio FHC já não se afirmou o "pai da criança", dizendo que todos os benefícios foram criados no seu governo e o Lula só juntou todos e mudou o nome? Mas então ele, FHC, também enganou os mais carentes em troca de votos, não? E o candidato do seu partido nas últimas eleições, que prometeu dobrar e dar décimo terceiro para o bolsa Família, não estava enganando carentes e desinformados em troca de votos? Quer dizer, para o PSDB, o Bolsa Família é ruim, mas na época de eleição é bom. Isso pra mim é uma tremenda cara de pau. Queria saber como um eleitor desse partido, daqueles que votou no Serra no primeiro turno, se sente quanto a isso. Eles votam com a esperança de que seu próprio candidato não cumpra as promessas de campanha se for eleito? Depois burro é quem vota no Tiririca...

Anônimo disse...

A gente tem de ser crítico até mesmo com o lado de cá. O Lula desperdiçou a oportunidade do comentário ao fazer menção, de novo, novamente, a esta questão da escolaridade do FHC.

Ao dizer besteiras assim, ele menospreza a sua própria cultura (política, p. ex.) acumulada ao longo da vida. Pior do que isto, é péssima para o desenvolvimento político do povão. Não contribui.

Claramente, o Lula transmite nestas falas uma frustração, sim, o que é totalmente humano. Nada de novo debaixo do sol...

Postar um comentário